Após quatro anos à frente do Ministério Público do Trabalho do Rio de Janeiro (MPT-RJ), a procuradora-chefe Teresa Cristina D' Almeida Basteiro participou, pela última vez, de sessão do Órgão Especial do TRT/RJ, na manhã desta quinta-feira (17/9), no Plenário Délio Maranhão (Prédio-Sede). Na última terça-feira (15/9), o procurador Fabio Goulart Villela foi eleito o novo procurador-chefe, por maioria dos votos.

sessao do oe
A procuradora-chefe do MPT-RJ, Teresa Basteiro (à esquerda), participou de sua última sessão do O.E., nesta quinta-feira (17/9). Ao seu lado, a presidente do TRT/RJ, desembargadora Maria das Graças Paranhos

Conduzindo a sessão, a presidente do TRT/RJ, desembargadora Maria das Graças Cabral Viegas Paranhos, agradeceu Teresa Basteiro pela parceria. "A procuradora sempre me passou muita tranquilidade, com uma presença inspiradora", disse a magistrada. A presidente se mostrou confiante no trabalho que será desenvolvido no MPT-RJ, a partir de agora, pela competência do procurador Fabio Villela. 

Em sua despedida, a procuradora falou sobre a importância de ter aprofundado as relações institucionais com o TRT/RJ, em prol de objetivos comuns, e garantiu que, mesmo deixando a chefia, continuará atuante, contribuindo no que for preciso durante a gestão do novo procurador-chefe. Ele conduzirá a administração do MPT-RJ pelos próximos dois anos (2015-2017), a partir de 1º de outubro.

SOBRE O NOVO PROCURADOR

Fabio Goulart Villela é formado em Direito pela Universidade Federal Fluminense (UFF) e tem pós-graduação em Direito e Processo do Trabalho pela Gama Filho. Iniciou sua carreira como servidor do TRT/RJ e, em 2003, se tornou procurador do Trabalho do MPT da 14ª Região (Rondônia e Acre). Desde então, também atuou como membro do Ministério Público do Trabalho em Sergipe e, em 2005, ingressou no quadro da Regional fluminense.

fabio villela
Fabio Villela, novo procurador, em sessão do Pleno, no TRT/RJ, em agosto de 2014

No MPT-RJ, foi membro dos Núcleos de Atuação Interventiva de Primeiro Grau, de Fraudes Trabalhistas e de Combate às Irregularidades na Administração Pública e de Dissídios Individuais no Segundo Grau. Também atuou como coordenador Substituto da Divisão de Segundo Grau entre 2012 e 2013 e exerce o cargo de procurador-chefe Substituto desde 2014. É professor de Direito do Trabalho e coordenador pedagógico do curso Toga Estudos Jurídicos.

DECANO TAMBÉM SE DESPEDE

A presidente do TRT/RJ e os desembargadores que compuseram a sessão desta quinta-feira também se despediram do desembargador Nelson Tomaz Braga, atual decano do Regional fluminense, hoje em seu último dia de trabalho. No dia 11/9, foi publicado, no Diário Oficial da União, decreto da presidente da República, concedendo aposentadoria ao desembargador a partir de 18/9 (clique aqui para ter acesso ao decreto).

NELSON
Desembargador Nelson Tomaz Braga

assinatura logo