Início do menu.
Início do conteúdo.

Destaque Jurídico

Voltar

BANCO PRIVADO É CONDENADO A PAGAR R$30 MIL POR DANO MORAL

Notícias do TRT/RJ
BANCO PRIVADO É CONDENADO A PAGAR R$30 MIL POR DANO MORAL


 

trt topo
 
BANCO PRIVADO É CONDENADO A PAGAR  R$ 30 MIL POR DANO MORAL
 
Ameaças de demissão, ofensas pessoais, além de cobranças diárias pela conclusão dos serviços. Um funcionário da Bradesco Seguros S/A resolveu processar a empresa depois de ser submetido, diariamente, a humilhações por parte de dois superiores hierárquicos. A 10ª Turma do TRT/RJ decidiu pela condenação, por dano moral, no valor de R$ 30 mil.
 
Em depoimento, o trabalhador afirma que os chefes utilizavam palavras de baixo calão quando se referiam a ele e aos demais empregados. Os funcionários eram chamados de burros, incompetentes e merdas.
 
O preposto da empresa disse que nas "conversas de corredor" o sub-gerente era visto como muito austero e que não sabia tratar os funcionários. Mas, ele mesmo, nunca presenciara xingamentos.
 
Para o relator do acórdão, desembargador Flávio Ernesto Rodrigues da Silva, os elementos probatórios não deixam dúvidas de que o autor sofreu assédio moral em seu ambiente de trabalho. Suportou humilhações e constrangimentos na frente dos demais colegas de trabalho por parte de prepostos do reclamado, mal educados e despreparados para o exercício de função de maior hierarquia.
 
Prossegue o desembargador: "O próprio réu admite o excesso de austeridade do superior hierárquico do autor, em seu depoimento pessoal. A atitude do réu revelou abuso do uso do poder diretivo e hierárquico do empregador, atingindo a honra, a dignidade e os valores íntimos de seu empregado, colocando-o em situação vexatória e humilhante no ambiente de trabalho".
 
Clique aqui e leia o acórdão na íntegra.
 
Assessoria de Imprensa e Comunicação Social - TRT/RJ
(21) 3512-7295/7406