Início do menu.
Início do conteúdo.

Destaque Jurídico

Voltar

EX-FUNCIONÁRIA DEVE RESTITUIR VALOR DE CURSO PAGO PELA EMPRESA

Notícias do TRT/RJ
EX-FUNCIONÁRIA DEVE RESTITUIR VALOR DE CURSO PAGO PELA EMPRESA


 

EX-FUNCIONÁRIA DEVE RESTITUIR VALOR DE CURSO PAGO PELA EMPRESA
 
Por ter solicitado demissão antes do prazo pactuado para permanência na empresa, uma ex-empregada foi condenada a devolver parte do valor que a Shell Brasil Ltda. investiu em seu curso de aprimoramento. A decisão foi da 5ª Turma do TRT/RJ.
 
A empregadora ajuizou ação de cobrança pleiteando a devolução com base em acordo firmado na vigência do contrato de trabalho, no qual a petrolífera comprometeu-se a custear 75% do valor do curso de especialização e a funcionária, a permanecer no emprego pelo período de três anos após o encerramento do curso, sob pena de restituir o valor investido.
 
Sendo julgado procedente o pedido, a ex-funcionária interpôs recurso
ordinário arguindo a nulidade da cláusula contratual de continuação no emprego, afirmando que a mesma viola os direitos fundamentais do trabalho. Alegou ainda que ela configura hipótese de trabalho escravo, pois o trabalhador estaria renunciando ao direito de rescindir o contrato por vontade própria.
 
O relator do recurso, desembargador Antonio Carlos Areal, destacou que a empregada firmou o acordo espontaneamente e que o mesmo foi ajustado em conformidade com a legislação vigente e princípios do direito do trabalho, o que caracteriza a validade da cláusula.
 
Para o desembargador, a trabalhadora não cumpriu o mencionado prazo, uma vez que pediu demissão e declarou em seu depoimento pessoal que saiu da empresa-autora para trabalhar em outro local, na área de planejamento e suprimento, concluindo-se que se beneficiou do curso realizado. 
 
Assim, a 5ª Turma negou provimento ao recurso e manteve a sentença que determinou a restituição.
 
Clique aqui e leia o acórdão na íntegra.